Related Posts with Thumbnails

AUTOPSIA

0

Posted in , ,

Rápido histórico do acidente


13.09.1987 - fonte foi removida do Instituto Goiano de Radioterapia (IGR) rompimento da fonte


14.09.1987 - RSA (22 anos) - vômito WMP - vômitos, náusea, diarréia, inchaço nas mãos

19.09.1987 - DAF (36 anos) - comprou o cabeçote IBS (22 anos) e AAS (18 anos) - manuseiam a fonte

21.09.1987 - DAF leva para a sala de sua casa distribui os fragmentos da cápsula MGF (28 anos) - náusea, vômitos e diarréia

23.09.1987 - WMP - é internado 24.09.1987- IAP (irmão de DAF) leva os fragmentos para casa,
LNF (6 anos) ingere o pó de césio

28.09.1987 - MGF e GGS (21 anos) levam a fonte para a vigilância sanitária de ônibus coletivo por 30 minutos. GGS carrega a fonte no ombro (queimaduras)

29.09.1987 - físico confirma ser material radioativo Detectável 5 - 6 quadras antes
Comunica o fato a CNEN procura localizar a proveniência da fonte

30.09.1987 - Chega o diretor de fiscalização da CNEN
- As pessoas são alojadas em um estádio olímpico para alimentação especial e triagem das pessoas
- Descontaminação inicial (roupas, pele -água, sabão vinagre, pedra-pome)
- Casos mais graves de contaminação e com lesões graves visíveis - Hospital Geral de Goiânia (HGG)
- Hemograma das pessoas

01.10.1987 - 6 pacientes são removidos para o Hospital Naval Marcílio Dias (RJ)

Quatro vítimas foram ao óbito:
MARIA GABRIELA FERREIRA (37 anos)
LEIDE DAS NEVES FERREIRA (06 anos)
ISRAEL BATISTA DOS SANTOS (22 anos)
ADMILSON ALVES DE SOUZA (18 anos)

DADOS DA AUTOPSIA

Dr. Fortunato Badan Palhares, médico da UNICAMP, declara sobre a autopsia que: “Órgãos internos estavam totalmente modificados na sua tonalidade, com aspecto negróide, um enturgimento, um aumento do volume, com o aumento da consistência e também aumento da quantidade de sangue. Numa secção do coração, em vez de tonalidade róseo-avermelhada, encontramos um aspecto tiróide de infiltração hemorrágica difusa em toda sua musculatura cardíaca. No glóbulo ocular, também encontramos alterações hemorrágicas difusas tanto na superfície quanto na profundidade. Encontramos também também áreas de necrose que se faziam presentes em vários locais que tiveram contato direto com a substância”.


Primeiro Caso: MARIA GABRIELA FERREIRA
Maria Gabriela Ferreira depois do césio (em tratamento)

O Exame externo:
São constatados hematomas orbitais, grave alopecia, palidez da mucosa, hemorragia no pescoço, conjuntiva e nos lábios superior e inferior, assim como disseminadas vermelhidões (manchas) por toda a pele.

O Exame interno:
Constatada a difusão de hemorragia em todos os órgãos, mais acentuadas nos pulmões e coração. Placas de hemorrágicas são encontradas por todos os músculos do esqueleto. Existência de edema no cérebro, com estrias em seu envolvimento. A leptomeninge mostra inúmeros focos de hemorragia. Seu liquor mostra-se amarelado.
Múltiplas áreas de hemorragia que apresentam-se na massa serosa dos intestinos e estômago. O lúmem destes órgãos continha grande massa de matéria hemorrágica e de mucosa gástrica. O fígado cresceu muito, numa consistência amolecida.





Segundo Caso: LEIDE DAS NEVES FERREIRA

Leide das Neves Ferreira antes do césio

O Exame externo:
Acentuados edemas encontram-se na face, no pescoço e no terço superior do tórax. Palidez da mucosa. Múltiplos pontos de de alopecia. Muitas áreas de hemorragia e de pontos hemorrágicos por toda a pele, mucosa e conjuntiva. Muitas áreas de epiderme em descamação, com pontos de hiperpigmentação e áreas de ulcera na pele, especialmente no abdomem, na área peri-umbilical e pernas. Extensa área necrosada na palma da mão esquerda, atingindo também os dedos. Há manchas escuras na sola do pé.

O Exame interno:
São mostradas inúmeras áreas de placas hemorrágicas e manchas através de toda a musculatura do esqueleto. Os órgãos internos estão muito congestionados de partes hemorrágicas. Os pulmões e o coração foram os órgãos mais afetados pela difusão hemorrágica, apresentando flacidez na sua consistência. O lúmem do estômago e dos intestinos contem material hemorrágico com envolvimento da mucosa.
O aspecto hemorrágico com derramamento e manchas foi também encontrado na serose e nas leptameninges cerebral e medulária. Todavia, o liquor estava claro.

Leide das Neves Ferreira depois do césio (em tratamento)

--------------------------------------------------------------

Weber Borges - Fico emocionado até hoje. A mãe da Leide, Lourdes das Neves Ferreira, me disse, chorando, que sua casa ia ser demolida e não ia sobrar nada como lembrança da filha. Ela queria resgatar a memória afetiva da filha; queria uma fotografia de Leide das Neves, que morreu aos 6 anos.

Levei a questão a uma química do IRD, para saber como entrar na casa. Era uma operação de guerra. Tinha-se quatro minutos e meio para buscar a foto.

Os técnicos conheciam a casa mais do que a proprietária e diziam: Em tal lugar, onde ficou a fonte do césio, você não pode pôr o pé. Entramos, vi o berço da menina e um pedaço de pão — Leide teria comido pão (contaminado) com ovo. Abrimos o guarda-roupa e recuperamos a fotografia.

Quando se encontraram, a química e Lourdes se abraçaram e choraram. A cena, entre uma cientista e uma mãe, mais do que vítima do acidente, foi comovente. Até hoje guardo a cena na memória, como se o fato tivesse acontecido ontem. A técnica pediu desculpas para Lourdes.

Quando desenrolaram a fotografia, ela caiu de frente para mim, e tive uma sensação de estranhamento.

Imagens deste momento descrito por Weber Borges: 

http://www.youtube.com/watch?v=zaZSPETCSPo
--------------------------------------------------------------


Terceiro Caso: ISRAEL BATISTA DOS SANTOS
Israel Batista dos Santos depois do Césio (em tratamento)

O Exame externo:
Palidez da mucosa. Derramamento hemorrágico na conjuntiva e na mucosa, assim como manchas na pele. Muitas áreas lypochromicas com epiderme em descamação, com focos de necrose e processos inflamatórios localizados. Estas lesões são mais agudas na face interna dos braços, no escroto, pênis e região glútea e lingual. Havia áreas de descamação epidérmica nas palmas das mãos, com necrose na mão direita.

O Exame interno:
Derramamento hemorrágico e manchas na serose, mais agudas no pericardio. Os pulmões estavam duros, hemorrágico e com escassamento aerásados. O corte na sua superfície tinha áreas com manchas amareladas. Havia aderência fibrinoides nos espaços interlobares. O coração estava dilatado sobretudo no ventrículo direito. Pontos hemorrágicos e derrames foram encontrados nas paredes intraventricural e sub-endorcardial. A mucosa gástrica e intestinal mostram pontos hemorrágicos. Havia generalizada hyperplasia dos módulos linfáticos. Havia hyperemia das leptomeninges.




Quarto Caso: ADMILSON ALVES DE SOUZA

O Exame externo:
Palidez difusa das mucosas. Generalizada a acentuada alopecia. diversas áreas de lypercromasia na epiderme, com lesões descamativas: contudo sem aspecto inflamatório. Área de descamação na mão esquerda.

O Exame interno:
Congestão difusa de todos os órgãos com os pulmões expandidos, mostrando áreas de hemorragia, principalmente nos lobos inferiores, onde as superfícies apresentam área elevada
O coração foi dilatado, principalmente devido o ventrículo direito. Hemorragia.


Fonte: Livro - “Eu também sou vítima” de Weber Borges. Página 77.

Comments (0)

Postar um comentário

Seja Bem vindo!

Este espaço foi criado para você fazer perguntas, propor temas ou contribuir com sua opinião!